O que faz o Urologista Pediátrico?

Urologista pediátrico atendendo uma criança

O urologista pediátrico é o profissional que atua dentro da urologia pediátrica, uma subespecialidade dentro da Urologia, e que cuida do sistema urinário de bebês, crianças e adolescentes, além de englobar áreas como rins, ureteres e bexiga. 

Assim, o urologista pediátrico pode ser consultado a qualquer momento da vida da criança. A consulta preventiva é feita pelo pediatra, para observar o desenvolvimento da criança e realizar o acompanhamento da saúde do paciente. 

Caso seja detectada alguma anormalidade, o médico pediatra encaminha o indivíduo ao urologista pediátrico.  Além disso, os próprios pais podem procurar um especialista para tirar suas dúvidas ou realizar exames, independentemente da idade! 

Os principais problemas tratados por essa especialidade são:  

  • Fimose (não expõe a glande ou cabeça do pênis) 
  • Criptorquidia / Ectopia testicular (testículos altos ou fora do saco) 
  • Trauma testicular
  • Tumores testiculares 
  • Hérnias 
  • Disfunções miccionais (perda de xixi de dia e de noite) 
  • Enurese noturna (“xixi na cama”) 
  • Infecções urinárias
  • Cálculos renais e ureterais 
  • Doenças renais 
  • Tumores renais 
  • Obstrução e estreitamentos ureterais  
  • Malformações complexas genitais e perineais 

É muito importante uma comunicação entre os pais e o médico durante esse momento, pois há muitos pacientes mais novos que ainda não conseguem se comunicar direito, portanto, não conseguem informar os sintomas para o médico.  

Com a comunicação entre pais e especialistas, fica mais simples obter um diagnóstico preciso e completo, para iniciar o tratamento da criança o mais rápido possível. 

Saiba mais sobre os exames fundamentais para esta subespecialidade:  

  • Ultrassonografia do aparelho urinário 

É muito importante para todas as crianças que estejam suspeitas de infecções ou outros problemas urológicos, façam uma investigação meio deste exame.  

Esse é um procedimento simples e não invasivo! O exame avalia e caracteriza as alterações e lesões que podem acometer a região. 

  • Uretrocistografia miccional 

Este exame é destinado para identificar alguns problemas, como distúrbios miccionais em geral e estenose uretral, condição esta que se dá pelo estreitamento de um segmento da uretra, podendo comprometer completamente o fluxo urinário e acarretando em diversas complicações. 

Além disso, também é capaz de analisar as alterações da coluna na criança, assim como a presença de divertículo e episódios repetidos de infecção urinária.  

Esse procedimento também é indicado para auxiliar no diagnóstico do refluxo vesicoureteral, um problema que acontece quando a bexiga se volta para o seu sentido inverso e, muitas vezes, atinge até o rim. 

  • Cintilografia renal                                                                       

Esse exame é indicado, na maioria das vezes, para diagnosticar a pielonefrite, uma infecção do trato urinário, geralmente ocasionada por bactérias, e que pode provocar inflamação dos rins. 

Em alguns casos, a infecção renal pela pielonefrite pode acarretar na formação de uma cicatriz renal que tem como consequência danos progressivos e perda funcional dos rins, neste caso, a cintilografia renal também é indicada. 

  • Tomografia computadorizada e urotomografia 

A tomografia de vias urinárias é um procedimento que usa raios-x para converter em imagens precisas do trato urinário, de forma geral.  

Portanto, para cada solicitação do exame, o profissional da saúde vai indicar o melhor tipo de preparo. 

A urotomografia é novo no ramo da tomografia computadorizada, permitindo uma avaliação completa dos rins e de todo o trato urinário. Este exame é capaz de identificar patologias extra urinárias existentes na pelve ou no abdome, além de detectar lesões uroteliais de difícil detecção radiológica e fazer o estadiamento de lesões tumorais. 

  • Urocultura                   

A urocultura é o exame que colhe uma amostra da urina para detectar a presença de bactérias.  

Quando há a identificação da bactéria, é um forte indicador de infecção urinária, já que os rins e a bexiga são regiões sem microrganismos presentes. 

A verificação das bactérias é feita após 48 horas de exame, quando já será possível identificá-las. Dessa forma, é possível verificar o tipo de bactéria e o antibiótico mais eficaz para combatê-la. 

Após os diagnósticos feitos, é possível encontrar o melhor tratamento para este paciente. Distúrbios urológicos podem não ser simples e a atenção com eles na infância é essencial para minimizar consequências na vida adulta.  

Aqui, na Clínica Humana Medicina Integrada, temos o especialista em Urologia Pediátrica Dr Renan Vicente Sohn. Para saber mais informações, clique aqui e agende sua consulta.

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Mais Posts

Homem praticando a autossabotagem

Autossabotagem: a nossa maior inimiga

Ações involuntárias (pensamentos e comportamentos) que acabamos praticando contra nós mesmos e se tornam impedimentos para viver uma vida plena: autossabotagem.   Mais conhecido como o

Mulher mexendo nas mídias sociais

O impacto das mídias sociais na saúde mental

Hoje em dia, as mídias sociais viraram uma ferramenta essencial de comunicação: afinal, o poder de conseguir conversar com alguém do outro lado do mundo, comprar comida, roupas e até pagar

Entre em contato!